Curadoria

Rua Cinema Nosso é uma mostra itinerante de filmes brasilienses, cujos programas levam nomes de obras da cinematografia brasileira de vários anos diferentes. De tal modo, a mostra busca referenciar filmes de diversos períodos do Cinema Nacional conectando-os à produção audiovisual brasiliense.

Os programas da mostra se referem aos filmes feitos no brasil ao longo de sua história e se ligam a eles seja pelo tema, pelo nome ou pela estética. São eles: Fala Brasília (curta-metragem filmado por Nelson Pereira dos Santos e os alunos do Curso de Cinema da Universidade de Brasília em 1965) , Pequeno Dicionário Amoroso (filme de 1997 dirigido por Sandra Werneck), E o Mundo se Diverte (dirigido por Watson Macedo em 1948), Vereda da Salvação (realizado por Anselmo Duarte em 1965) , Terra é Sempre Terra (de Tom Payne e realizado em 1952), Bang Bang (de 1971, dirigido por Andrea Tonacci), Memórias do Cárcere (filme lançado em 1984 e realizado por Nelson Pereira dos Santos), A Grande Feira (dirigido por Roberto Pires em 1961), A Margem (de Ozualdo Candeias e do ano de 1967) e Brava Gente Brasileira (dirigido por Lucia Murat em 2000).

Para a população em geral, grande parte do Cinema Brasileiro e, principalmente do Cinema Brasiliense, é desconhecida. E com a exibição dos filmes de Brasília, os expectadores poderão assistir a obras audiovisuais que mostram uma realidade mais próxima à deles. Nessa realidade fílmica, a nossa cidade é um dos principais cenários, muito diferente do que se vê nas telas dos multiplex dos shoppings da cidade.

Mas por que somos tão desconectados com o nosso próprio cinema? Muito se deve às poucas salas e essas ainda são mal distribuídas. Situação agravada com o passar dos anos: para se ter uma ideia, na época do surgimento da cidade, havia salas de cinema em Sobradinho, no Gama, no Núcleo Bandeirante, na Vila Planalto e mais. Hoje essa distribuição se concentra em poucos lugares como Plano Piloto, Águas Claras e Taguatinga; não há mais salas nas cidades citadas anteriormente.

O Rua Cinema Nosso propõe, portanto, que a população do Distrito Federal conheça um pouco do que é feito por aqui. A curadoria se pautou na diversidade do Cinema Brasileiro para mostrar a diversidade da produção fílmica do Distrito Federal. Entretanto, muito da boa produção da cidade não está contemplada nessa programação, ainda é preciso buscar novos espaços para que não vivamos nesse obscurantismo, o Rua Cinema Nosso é apenas um pequeno grande passo.

 

Daniela Marinho: Produtora, pesquisadora de cinema e curadora da mostra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s